quarta-feira, 4 de agosto de 2010

PROJETO: CULTURA AFRO – BRASILEIRA

II SEMESTRE – 2010

COLÉGIO MUNICIPAL ERNESTO QUEIROZ
EDUCADORA DE APOIO: LUCIENE PINTO SIMÕES IZIDRO
ÁREA DO CONHECIMENTO: HISTÓRIA

JUSTIFICATIVA
No mundo contemporâneo o sistema educacional brasileiro, tem enfrentado processos constantes de mudanças estruturais e conceituais, por conta das exigências sociais, que desejam uma educação de resultados positivos e práticos para o dia-a-dia. Uma educação que prepare para a diversidade e autonomia na construção do conhecimento, bem como, dos saberes constantes de aprender a aprender.
O Projeto Cultura Afro – brasileira tem o propósito de atender a lei Nº 10.639/03 que alterou a lei de diretrizes e bases (LDB) e instituiu as Diretrizes Curriculares para a sua execução. A lei acima citada determina a obrigatoriedade do ensino da história da África e dos africanos no currículo escolar das seguintes modalidades de ensino: Fundamental e Médio. A decisão oriunda da lei faz um resgate histórico da colaboração dos negros na estruturação e construção da sociedade brasileira.
O projeto propõe palestras acerca da identidade cultural destacando as diferenças culturais.
Visa ainda, o reconhecimento e a valorização da identidade, como também da cultura e da história dos negros brasileiros.

HABILIDADES
- Identificar as disparidades entre brancos e negros na sociedade;
- Identificar e analisar criticamente os elementos geradores das diferenças raciais;
- Localizar por meio de pesquisas a história dos povos formadores
Da sociedade brasileira, destacando suas etnias e culturas;
- Perceber a necessidade de intervir positivamente para a erradicação das desigualdades raciais;
- Respeitar os direitos humanos e fundamentais do cidadão.

CONTEÚDO

- Relações Étnico - raciais.

SITUAÇÕES DIDÁTICAS
- Contextualização sócio - cultural, situando acontecimentos históricos de outras épocas, enfatizando os manifestos sociais, assim como seus significados;
- Investigação e pesquisa para atuar de maneira positiva no processo de reconstrução da memória social. Utilizando entrevistas, relatos, questionários, documentários e outros;
- Reprodução de atividades estimuladas pelas diversas fontes de trabalhos (revistas, jornais, pesquisa na internet, filmes, fotografias, entre outros) desde que materialize o tema em estudo.

ESTRATÉGIA
- Produção de textos, a partir das informações colhidas pelo educador;
- Palestras;
- Debates;
- Oficinas;
- Seminários;
- Danças;
- Lutas;
- Atividades lúdicas;
- Jogos;
- Brincadeiras.

AVALIAÇÃO
Será realizada de forma contínua, mediante exercícios e apresentações em sala de aula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário